ESTÚDIO NANÔ PILATES

Início » Pilates

Pilates

MÉTODO PILATES DAS GUERRAS PARA AS ACADEMIAS

fotos-originais-do-pilates-8.jpg

 

 

Um nome um pouco diferente é cada vez mais ouvido nas academias de todo o mundo. A atividade foi desenvolvida pela necessidade de ajudar pacientes feridos na guerra a recuperar a força e resistência dos músculos mesmo estando no ambiente hospitalar. Os especialistas dizem ser a ginástica mais eficiente de todos os tempos.

O método pilates é a completa coordenação de corpo, mente e espírito. Um sistema único de exercícios desenvolvido em aparelhos específicos criado por Joseph H. Pilates há 84 anos.

Existem, porém, alguns detalhes durante a execução da aula: numa aula de pilates, ninguém faz movimentos automáticos e repetitivos, pelo contrário, cada aluno adquire uma perfeita consciência de todos os músculos que está trabalhando.

“Uma boa condição Física é o primeiro requisito para ser feliz.” Esta frase de J. H. Pilates poderia resumir perfeitamente a filosofia do método criado por ele. O Método pilates é um programa de treinamento físico e mental que considera o corpo e a mente como uma unidade, dedicando-se a explorar o potencial do corpo humano.

A idéia que se tem a primeira vista é algo estranho com pessoas se retorcendo em aparelhos lembrando camas hospitalares. O sucesso desta atividade deve-se aos resultados surpreendentes e rápidos no enrijecimento muscular, fortalecimento e melhora da postura, evoluindo de acordo com sua capacidade individual.

É um método eficaz por si mesmo, que não cansa e nem entendia que dever ser praticado isoladamente sem se misturar com outras disciplinas ou terapias.

“É a mente que guia o corpo.” Pilates acreditava no poder da mente para controlar o corpo.

O Método Pilates traz inúmeras vantagens, principalmente para aquelas pessoas que estão cansadas das tradicionais ginásticas de academia, onde os exercícios realizados são diferentes porque não utiliza pesos adicionais, sendo empregada somente a própria força do corpo. As aulas podem ser realizadas em colchonetes (Mat Pilates) e em Studios específicos (com Aparelhos)

fotos-originais-do-pilates-30.jpg

FILOSOFIA DO MÉTODO PILATES

São 6 os princípios que dirigem o desenvolvimento efetivo de uma sessão do Método, Joseph Pilates embasou seu trabalho em três grandes princípios e objetivos gerais. Princípios Básicos:
1. Melhora Integral da Saúde.
2. Desenvolvimento Muscular Uniforme de todo o Corpo.
3. Respiraçãoo.

CONTROLOGIA

Joseph desenvolveu seu Método com um objetivo claro:

“A melhora da saúde mediante ao desenvolvimento uniforme de todo o corpo e equilíbrio entre mente, corpo e espírito”.

Para atingir essa meta dirigiu seu trabalho para:
• Um desenvolvimento muscular uniforme.
• Uma respiração completa.
• Descompressão, flexibilidade vertebral e mobilidade articular.
• Circulação sanguínea ativa.
• Equilíbrio entre corpo e mente.

POR ELE A REALIZAÇÃO DESTE MÉTODO PRECISA DA APLICAÇÃO DOS SEGUINTES PRINCÍCIOS.

CONTROLE

Controlar o corpo em todo momento é fundamental. O controle se aplica aos exercícios, também as transições e em todos os movimentos da vida cotidiana.
Pilates definiu seu método como “Arte da Contrologia”. Definindo firmemente que só através de um controle absoluto da mente e do corpo, pode-se alcançar o bem estar e estado de forma adequada. O controle vem dado pela utilização dos músculos adequados nas ações requeridas.

CONCENTRAÇÃO

Este princÍpio baseia-se na CONSCIÊNCIA CORPORAL
A consciência corporal é responsável por modificar as respostas emocionais e motoras. Para chegar a ter um desenvolvimento ótimo da consciência corporal, deve-se ter em conta os seguintes aspectos: espaço, tempo, movimento e todas suas combinações. Percebemos melhora na consciência corporal à medida que adquirimos o desenvolvimento do equilíbrio e coordenação.
A visualização é a ferramenta que facilita a consciência corporal.

ESTABILIZAÇÃO

Trata-se de começar qualquer movimento desde uma base sólida e estável.
Joseph Pilates definia esta estabilização no modo de “centralizar” a ativação do Power House. Para ele o músculo transverso do abdômen envolve a cintura ajudando o assoalho pélvico e os músculos multifídos, cria-se um cilindro estabilizador que ajuda a descompressão e alinhamento vertebral.
A estabilização não afeta somente a cintura pélvica como também é muito importante para cintura escapular e posteriormente ao resto do corpo.

RESPIRAÇÃO

Para que a respiração seja eficiente deve-se realizar de forma plena até o dorso e as costelas posteriores. Pois é parte essencial para que o corpo funcione corretamente. Uma inspiração e expiração completa aumentam a capacidade pulmonar, melhorando a oxigenação e também o movimento. A inspiração facilita a extensão da coluna e a expiração facilita a flexão.
Como norma geral com a inspiração realiza-se a parte preparatória do exercício e expiração durante a execução.

FLUIDEZ

Manter movimentos controlados ligando-os com o final do exercício (transição) e o iníício do próximo. Podemos definir uma sessão de Pilates como “sistema de movimentos rítmicos e dinâmicos marcados por uma respiração adequada e realizados com controle”. Os elementos chave para realizar corretamente este princípio são: voz, rítmo, transições entre os exercícios e respiração.

PRECISÃO

Está relacionado com todos os demais princípios. Realizar o exercício com um controle rigoroso de cada movimento, que se inicia desde uma musculatura que estabiliza a pélvis, coluna vertebral e escapulas, concentrando-se no espaço, tempo e o movimento fluído e coordenado e respiração completa. O objetivo desta Precisão, e criar disciplina corporal dentro das posturas e técnicas de respiração usadas no Método Pilates. Gerando um treinamento físico e mental, mais profundo.


 

fotos-originais-do-pilates-25.jpg

HISTÓRIA DE JOSEPH PILATES

Joseph Hubertus Pilates nasceu na Alemanha em 1880. Era uma criança doente que sofria de bronquite, asma, raquitismo e febre reumática. Sua determinação em se tornar fisicamente mais forte o levou a estudar varias formas diferentes de movimento durante toda sua vida. Na juventude estudou e praticou Boxe, Yoga, Esqui, Mergulho, Ginástica, dentre outras atividades. Autodidata aprofundou seus conhecimentos em fisiologia, anatomia e medicina tradicional chinesa. E aos 14 anos estava em tão boa forma que podia posar para mapas de anatomia devido ao grande desenvolvimento muscular que era muito aparente.

Durante a Primeira Guerra Mundial, em 1912, Joseph Pilates ganhava a vida na Inglaterra como lutador de boxe e foi considerado um inimigo estrangeiro sendo preso no campo de concentração onde trabalhava como enfermeiro, estando ali Pilates começou a experimentar exercícios com as molas fixadas nas camas, como uma tentativa para reabilitar os soldados feridos da guerra mesmo antes de poder se levantar e treinando outros soldados com exercícios que criou.

Os pacientes foram capazes de aplicar movimentos de resistência em seus músculos estando em suas próprias camas, assim Pilates criou um sistema de exercícios que acelerava a recuperação dos mesmos. A experiência com os enfermos feridos e mutilados e amplas influências de outras técnicas tornou-se a base de seu método.

Seu trabalho foi reconhecido quando, em 1918, ocorreu uma epidemia do vírus influenza, dizimando milhares de ingleses, embora nenhum dos seus internos sob seu treinamento tenha sido infectado.

Após a guerra, retornou à Alemanha, a convite do governo, para treinar a força policial de Hamburgo. Nesta época conheceu Rudolf Von Laban, que incorporou os princípios de Pilates a sua técnica corporal.

Em 1926 Pilates aos 46 anos, emigrou para os Estados Unidos e fundou um Studio na cidade de Nova Iorque, intitulando o Método Pilates de Condicionamento Físico, também conhecido como a Arte do Controle ou “Contrologia”, atraindo o público da dança. Famosos bailarinos da época viram-se beneficiado com a técnica como Martha Grahan professora, bailarina e coreografa pioneira da dança moderna, Ruth St. Denis, Ted Shawn e George Balanchine. Pilates faleceu em 1967, aos 87 anos, em decorrência de um incêndio em seu Studio.


2 Comentários

  1. lilia disse:

    0I MUITO LEGAL A HISTORIA, MUITO MESMO FAÇO PILATES A UNS 2 MESES E NA MINHA SETIMA AULA JA SENTIA UMA DIFERENÇA ENORME ESTOU COM A POSTURA MELHOR MAIS DISPOSTA E MINHA INSONIA ACABOU……

  2. Ivete disse:

    Pratico Pilates há mais de 1 ano sinto uma enirme diferença no meu corpo, sempre pratiquei esportes,mas a diferença na postura e flexibilidade após o Pilates foi intensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: